Seguidores

domingo, 6 de Maio de 2012


Poema à Mãe

No mais fundo de ti, 
eu sei que traí, mãe 

Tudo porque já não sou 
o retrato adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não enchesses as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha — queres ouvir-me? —
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda oiço a tua voz:
Era uma vez uma princesa
no meio de um laranjal...

Mas — tu sabes — a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber,

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.


Eugénio de Andrade

20 comentários:

São disse...

Gosto desta poesia de Andrade e da definição de Saramago; dois posts que se completam


Bom domingo.

Graça Pereira disse...

Adoro este poema! Escolha perfeita para este dia tão especial para todos nós!
Depois de uma PAUSA...voltei! Às vezes...é preciso parar!
Beijo
Graça

blog. da Tereza Maria disse...

Olá
Passeando nessa tarde de domingo por esse universo que tanto gosto. Visitando alguns blogs e lendo algumas postagens...
A palavra mãe já é poesia
Parabéns pelo post
Um abraço poético!

MA FERREIRA disse...

Lindo poema....me emocionei!!

bj

Fê-blue bird disse...

E como ave que sou, eu vou com ela.

Excelente esta sua escolha pois é um poema belíssimo sobre a Mãe.
Como filha e mãe lhe agradeço.


beijinhos

Sandra Portugal disse...

Belo poema!! Não o conhecia e gostei bastante.
abraço Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Magia da Inês disse...

º°❤ Olá, amigo!
°º✿
É muito tocante mas muito forte.
Boa semana!
Beijinhos.
Brasil

¸.•°`♥✿⊱╮
°º✿ ¸.•°`

Amara Mourige disse...

Olá,
Bela escolha!Passando para desejar uma linda semana!!!
Um abraço.
Amara

Carla Fernanda disse...

Lindo!! Muito emocionante!!!!

Beijos amigo e boa semana!!

Sandra disse...

Aqui no Brasil vai ser no próximo domingo. Para todas as mam~es de Portugal meus Parabéns.
Um lindo poema.
Hoje é domingo e estou passando para deixar o meu abraço e a minha alegria a você.
Que Deus te ilumine a semana que se aproxima.
Nossa amizade é mais ou menos assim...

Poema do amigo aprendiz
Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Pe. Zezinho SCJ.
Com muito Carinho,
Sandra

pensandoemfamilia disse...

Lindo este poema, não conhecia.
Bjs.

Evanir disse...

Boa Noite>
Eu não conhecia esse poema lindo demais.
No próximo Domingo será dia das mães no Brasil.
Um dia felizes para quem ainda tem suas mãezinhas.
E quem não tem como eu cada ano adoo uma mãe para dar presentes.
E assim me sinto feliz por homenagear
uma mãe que muitas vezes escolho quem teno certeza que não ganhará presente.
Esse ano antecipei meu presente fui levar a uma pessoa que amo muito mais não poderei visita-la no próximo Domingo.
Creia foi emocionante.
Uma linda semana beijos meus.

lis disse...

Linda !
nao conhecia e leio bastante o poeta Eugênio de Andrade.
as mães são criaturinhas meio divinais nao é? pena que crescemos e as perdemos!
grande abraço manuel

ELAINE disse...

Parabéns pela escolha da postagem! Bela homenagem às mães! Uma semana feliz e cheia de oportunidades! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Sónia M. disse...

Gosto tanto deste poema de Andrade!!

Beijos meus
Sónia

Maria José Rezende disse...

Olá amigo. Não podia ter escolhido melhor poema para dia tão especial. Beijos.

Élys disse...

Uma bonita poesia.Uma bela homenagem as mães.
Um boa semana.
Um abraço.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Feliz, a escolha desse belo poema!
Bela homenagem às mães!
Obrigada!

Um beijo,
da Lúcia

Socorro Melo disse...

Oi, Manuel!

Que belo poema! É característico das mães esquecerem que os filhos cresceram... Mas isso é o que as torna mais humanas... ou divinas? A ternura e o amor materno são inexplicáveis.
Aqui no Brasil o dia das Mães é comemorado no 2º domingo de maio.

Grande abraço
Socorro Melo

Walkyria disse...

Linda escolha.
Como mãe, sinto-me agradecida pela homenagem.
Abraço